Revisionismo Histórico: desafio para os direitos humanos

Nara Simone Roehe

Resumo


Com o término da II Guerra Mundial e a derrocada do fascismo alemão, principalmente, observou-se já no início da Guerra Fria, uma tentativa de alguns remanescentes da extrema direita europeia em reescrever a História através de abordagens negando as ações apregoadas pelo nacional-socialismo. No Rio Grande do Sul, estado de origem efetiva da imigração alemã, desde 1824, o surgimento de uma editora chamou a atenção devido ao seu acervo exclusivamente negacionista: a Editora Revisão. Nesse sentido, o texto a seguir analisa uma produção de cunho negacionista editado pela editora rio-grandense como um estudo de caso.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Jurídica
ISSN: 2236-2266
Faculdade Batista de Minas Gerais
Rua Varginha, 630. Bairro Floresta, Belo Horizonte-MG
www.faculdadebatista.com.br