A PATERNIDADE DE DEUS Ele não é “paizinho”, mas é meu Pai, nosso Pai e Pai de Jesus

Josemar Valdir Modes

Resumo


RESUMO

A paternidade divina, atribuída à Primeira Pessoa da Trindade, traz consigo a implicação do real relacionamento entre criatura e Criador para a verificação da sua manifestação plena. Jesus é a expressão singular e máxima deste relacionamento que serve de fundamentação teórica e prática para o tipo de relacionamento que o ser humano pode expressar e experimentar. Deus é Pai de Jesus, da criação, de Israel e de todos aqueles que são envolvidos num profundo e real relacionamento com o Pai de todos.

 

Palavras-chave

Paternidade, Deus Pai, filiação.

 

ABSTRACT

The divine fatherhood, assigned to the First Person of the Trinity, brings with it the implication of the real relationship between creature and Creator for the verification of its full manifestation. Jesus is the unique and maximum expression of this relationship that serves as a theoretical and practical substantiation for the kind of relationship that the human being can express and experience. God is the Father of Jesus, the creation, of Israel and all those who are involved in a deep and real relationship with the Father of all.

 

Keywords

Paternity, Father God, sonship

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Davar Polissêmica
ISSN: 2236-2711
Faculdade Batista de Minas Gerais
Rua Varginha, 630. Bairro Floresta, Belo Horizonte-MG
www.faculdadebatista.com.br