MODELOS IDEOLÓGICOS NO PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL

Nara Simone Roehe

Resumo


Frente ao liberalismo econômico combalido, a partir de 1929, os Estados nacionais, atingidos em maior ou menor grau pela crise, buscaram alternativas para os seus respectivos modelos de desenvolvimento econômico. Coube aos cepalinos conceberem os moldes de um conceito que abarcasse e levasse em conta a história das nações da periferia do capitalismo. Dessa forma, pressupondo que a estrutura colonial não compactuava com o liberalismo clássico, a Cepal forneceu uma base teórica alternativa, na América Latina, para a atuação do Estado na economia. Portanto, este artigo abrange um resumo das principais correntes teóricas que nortearam o desenvolvimento no Brasil, sob a influencia da Cepal ao desenvolvimentismo político e econômico como modelo adotado entre 1930, com interregnos até meados de 1980.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração & Ciências Contábeis
ISSN: 2237-7360
Faculdade Batista de Minas Gerais
Rua Varginha, 630 Bairro Floresta Belo Horizonte MG
www.faculdadebatista.com.br